Terça, 19 de outubro de 2021

06/10/2021 às 18h19

33

Clodoaldo Viz√°caro

Londrina / PR

Curitiba registra menos de 4 mil casos ativos da Covid pelo quinto dia seguido
Curitiba registra menos de 4 mil casos ativos da Covid pelo quinto dia seguido
Curitiba registra menos de 4 mil casos ativos da Covid pelo quinto dia seguido
Foto: Ari Dias/ANPR

Pelo quinti dia consecutivo, Curitiba registrou, nesta segunda-feira (4), menos de 4 mil casos ativos da Covid-19 na cidade. O município não registrava menos de 4 mil casos ativos de pessoas com com potencial de transmissão do vírus desde 4 de novembro de 2020, quando registrou 3.896 pessoas na fase ativa da doença.


O número caiu de 4 mil no boletim divulgado na quinta-feira passada, repetiu na sexta e também nos boletins de sábado e domingo e, enfim, no de ontem, quando foram registrados 3. 434, o menor da série destes cinco dias.


A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, ontem, 148 novos casos da doença. Também pelo quinto dia consecutivo, abaixo dos 200 casos, o que não acontecia desde 14 de outubro do ano passado, quando foram registrados 163 novos casos naquele dia. e novamente, o número de novos casos de ontem é o menor destes cinco dias.


Cuidados


Ao mesmo tempo que a melhora nesses indicadores aponta os reflexos na vacinação — Curitiba tinha mais de 70% da população acima de 18 anos com a imunização completa —, é fundamental que a população continue seguindo os protocolos sanitários (distanciamento social, higienização das mãos ao lavar ou com álcool em gel, uso de máscara) e se imunizando para que os números sigam em queda.


Isso foi reforçado pelo Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, que pede que todos se vacinem contra Covid-19. De acordo com ele, 97% da população adulta do Paraná já recebeu, ao menos, uma aplicação.”Contra números, nesse momento, não há argumentos. O número de casos não teve tanta redução, mas a gravidade sim. Nós temos, com a vacina, uma queda enorme do número de pessoas que evoluem mal com a doença”, disse o secretário.


Segundo o secretário, a variante delta já se tornou predominante no estado, então todas as medidas não farmacológicas seguem necessárias: “Precisamos continuar usando máscara, mantendo distanciamento social e a lavagem das mãos, detalhes que são fantásticos para frear o vírus. Não há motivo da pânico sobre a Delta, mas temos que encarar com medidas não farmacológicas e a população vacinada”, afirmou ele.


Nesta segunda-feira (4), o Paraná recebeu 390.880 vacinas contra a Covid-19 para as 22 Regionais. São 194.250 vacinas para segunda dose (D2), 19.960 para primeira aplicação (D1) na população acima de 18 anos e 176.670 para dose reforço (DR) em idosos a partir de 60 anos e trabalhadores da saúde.


Imunizados


A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Curitiba imunizou, até o sábado (2), um total de 1.472.179 pessoas com a primeira dose ou a dose única (Janssen) da vacina anticovid.


Ao todo, Curitiba já aplicou 2.498.480 unidades do imunizante, sendo 1.434.058 primeiras doses e 996.942 segundas doses; 38.121 doses únicas e 29.359 doses de reforço.


Paraná tem mais 1.704 casos e total de mortes passa dos 39 mil


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou nesta segunda-feira (4) mais 1.704 casos e 50 mortes pela Covid-19 no Paraná. Os números são referentes aos meses ou semanas anteriores e não representam a notificação das últimas 24 horas.


Os dados acumulados do monitoramento mostram que o Estado soma 1.512.060 casos e 39.040 óbitos pela doença. De acordo com o informe, 593 pacientes com diagnóstico confirmado de Covid-19 esavamo internados. Eram 468 em leitos SUS (284 em UTIs e 184 em clínicos/enfermarias) e 125 em leitos da rede particular (72 em UTIs e 53 em clínicos/enfermarias).



Curitiba


A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, nesta segunda-feira (4), 148 novos casos de Covid-19 e sete óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus. As vítimas foram quatro homens e três mulheres, com idades entre 66 e 80 anos. Todos tinha mais de 60 anos.


Até o momento foram contabilizadas 7.590 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia. Com os novos casos confirmados, 293.374 moradores de Curitiba testaram positivo para a Covid-19.


Nesta segunda-feira (4), a taxa de ocupação dos 261 leitos de UTI SUS exclusivos para Covid-19 estava em 56%. Restavam 115 leitos livres. Foram desativados dois leitos de UTI Covid no Hospital Cruz Vermelha, devido à baixa ocupação.


Brasil


O Brasil registrou nesta segunda-feira (4) mais 10.425 casos de Covid-19 e 204 mortes pela doença. Os dados acumulados desde o início da pandemia foram para 21.478.546 de casos e 598.152 óbitos em decorrência da doença. Os dados são do boletim do Ministério da Saúde.























A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, ontem, 148 novos casos da doença. Também pelo quinto dia consecutivo, abaixo dos 200 casos, o que não acontecia desde 14 de outubro do ano passado, quando foram registrados 163 novos casos naquele dia. e novamente, o número de novos casos de ontem é o menor destes cinco dias.


Cuidados


Ao mesmo tempo que a melhora nesses indicadores aponta os reflexos na vacinação — Curitiba tinha mais de 70% da população acima de 18 anos com a imunização completa —, é fundamental que a população continue seguindo os protocolos sanitários (distanciamento social, higienização das mãos ao lavar ou com álcool em gel, uso de máscara) e se imunizando para que os números sigam em queda.


Isso foi reforçado pelo Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, que pede que todos se vacinem contra Covid-19. De acordo com ele, 97% da população adulta do Paraná já recebeu, ao menos, uma aplicação.”Contra números, nesse momento, não há argumentos. O número de casos não teve tanta redução, mas a gravidade sim. Nós temos, com a vacina, uma queda enorme do número de pessoas que evoluem mal com a doença”, disse o secretário.





A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, ontem, 148 novos casos da doença. Também pelo quinto dia consecutivo, abaixo dos 200 casos, o que não acontecia desde 14 de outubro do ano passado, quando foram registrados 163 novos casos naquele dia. e novamente, o número de novos casos de ontem é o menor destes cinco dias.

Cuidados


Ao mesmo tempo que a melhora nesses indicadores aponta os reflexos na vacinação — Curitiba tinha mais de 70% da população acima de 18 anos com a imunização completa —, é fundamental que a população continue seguindo os protocolos sanitários (distanciamento social, higienização das mãos ao lavar ou com álcool em gel, uso de máscara) e se imunizando para que os números sigam em queda.


Isso foi reforçado pelo Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, que pede que todos se vacinem contra Covid-19. De acordo com ele, 97% da população adulta do Paraná já recebeu, ao menos, uma aplicação.”Contra números, nesse momento, não há argumentos. O número de casos não teve tanta redução, mas a gravidade sim. Nós temos, com a vacina, uma queda enorme do número de pessoas que evoluem mal com a doença”, disse o secretário.





A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba registrou, ontem, 148 novos casos da doença. Também pelo quinto dia consecutivo, abaixo dos 200 casos, o que não acontecia desde 14 de outubro do ano passado, quando foram registrados 163 novos casos naquele dia. e novamente, o número de novos casos de ontem é o menor destes cinco dias.


Cuidados


Ao mesmo tempo que a melhora nesses indicadores aponta os reflexos na vacinação — Curitiba tinha mais de 70% da população acima de 18 anos com a imunização completa —, é fundamental que a população continue seguindo os protocolos sanitários (distanciamento social, higienização das mãos ao lavar ou com álcool em gel, uso de máscara) e se imunizando para que os números sigam em queda.


Isso foi reforçado pelo Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, que pede que todos se vacinem contra Covid-19. De acordo com ele, 97% da população adulta do Paraná já recebeu, ao menos, uma aplicação.”Contra números, nesse momento, não há argumentos. O número de casos não teve tanta redução, mas a gravidade sim. Nós temos, com a vacina, uma queda enorme do número de pessoas que evoluem mal com a doença”, disse o secretário.











 








FONTE: bem paran√°

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2021 Londrina TV - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Gadi Sistemas de Sites