Terça, 19 de outubro de 2021

03/09/2021 às 12h30

43

Gabriel Mondeck

Primeiro de Maio / PR

Técnico londrinense leva ouro com atleta Nathan Torquato em Tóquio
Primeiro brasileiro a conquistar medalha no parataekwondo.
Técnico londrinense leva ouro com atleta Nathan Torquato em Tóquio
Imagem: Reprodução/CPB

O técnico londrinense Rodrigo Ferla, é o responsável pelo treinamento da Seleção Brasileira de Pataekwondo, entre os atletas, está Nathan Torquato, primeiro atleta brasileiro a conquistar um ouro no parataekwondo, nos Jogos Paralímpicos de Tóquio, na modalidade estreante.


Ele se tornou o primeiro campeão da história do parataekwondo na classe K44 para atletas até 61kg, após chegar a final e vencer o egípcio Mohamed Elzayat, no Makuhari Messe Hall B.



Imagem: Reprodução/CPB


A luta decisiva nem deveria ter acontecido. O egípcio sofreu uma lesão no rosto durante a semifinal e, por segurança, não voltaria para a final. Mas os atletas chegaram a subir na área de combate e, após um golpe do brasileiro, os médicos interromperam o duelo e confirmaram Nathan Torquato campeão.


“Primeira medalha da história do parataekwondo. Estou muito feliz por fazer parte disso e dessa conquista. Foi difícil, senti um pouco na primeira luta, mas cresci ao longo da competição e o resultado foi incrível”, comemorou Nathan. “Já lutei no convencional, depois fiz a migração para o paradesporto e foi a melhor escolha que fiz na minha vida”, completou o atleta.



Imagem: Reprodução/CPB


Esta é a 19ª medalha de ouro brasileira na capital japonesa. Agora, faltam apenas duas para o país igualar a melhor marca de medalhas douradas em uma única edição. O recorde de 21 ouros foi alcançado em Londres 2012. Em Tóquio, o Brasil também já alcançou a histórica marca de 100 medalhas de ouro na história dos Jogos Paralímpicos, após a vitória do fundista Yeltsin Jacques na prova dos 1.500m.


O técnico londrinense mantém um centro de treinamento em Curitiba. Nas paralimpíadas, além de Nathan, ele também é treinador de Silvana Fernandes e Débora Menezes.


Os atletas londrinenses do taekwondo, João Miguel Neto e Ana Paula Alves Morais, também ajudaram na preparação e nos treinos da equipe oficial de parataekwondo.


Nathan


Nathan nasceu com uma má-formação no braço esquerdo. Aos três anos, quando voltava da escola de bicicleta, acompanhado pela mãe, viu uma academia. Insistiu para a mãe o matriculá-lo até ela atender seu pedido.

FONTE: temlondrina

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2021 Londrina TV - Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Gadi Sistemas de Sites